O que é regime de tributação Simples Nacional?


Escolher o regime de tributação adequado é vital para qualquer empresa, pois ele influencia diretamente na saúde fiscal do CNPJ. Além disso, não ter uma boa gestão empresarial do seu negócio também é um risco muito grande, que pode trazer multas e sanções.

Se você é uma microempresa ou uma pequena empresa, precisa entender como funciona o Simples Nacional e quem pode aderir a esse regime tributário. Para te ajudar, este post vai explicar o que é o Simples Nacional, além de mostrar a melhor forma de realizar esse controle por meio do sistema ERP. Confira!


Como funciona o Simples Nacional?


O Simples Nacional é um regime de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos, aplicável apenas às microempresas e empresas de pequeno porte.

Por meio do Simples Nacional, as empresas podem pagar o recolhimento de diversos tributos em uma só guia — o DAS. Portanto, essa guia reúne impostos federais, estaduais e municipais, que antes eram pagos de forma separada e com alíquotas diferentes.

Hoje, as empresas que optam pelo Simples Nacional pagam a alíquota referente ao seu valor de faturamento anual. Suas alíquotas variam de 4% a 22,90%, e contemplam diversos ramos e atividades econômicas. Segundo a Lei Complementar nº 123/06, para optar pelo Simples Nacional, a empresa precisa se enquadrar nas seguintes regras:

  • ser uma microempresa ou pequena empresa com faturamento de até R$ 4,8 milhões;

  • não ter débitos com a Receita Federal, Estadual, Municipal e/ou Previdência;

  • não ter débitos em aberto (sem negociação/parcelamento) com o Governo;

  • não ser uma sociedade por ações (S/A), não possuir outra empresa no quadro de sócios e não ser empresa sócia de outro CNPJ;

  • garantir que, caso os sócios tenham outras empresas, o faturamento de todas elas não ultrapassa o limite de 4,8 milhões.


Por que ter um ERP em empresas no regime de tributação Simples Nacional?


Se sua empresa se enquadra no regime de tributação do Simples Nacional, você tem muitas vantagens. Como dito no tópico anterior, as microempresas e pequenas empresas podem se beneficiar de um regime tributário simples e mais fácil. No entanto, ainda é necessário a orientação de um contator para a abertura do negócio e demais burocracias.

Ademais, é possível facilitar ainda mais o controle fiscal por meio da ferramenta ERP. As empresas de regime simples podem ter um acompanhamento mais detalhado de seus registros fiscais por meio de um ERP.

Como vimos, as empresas estão submetidas a diversas obrigações e regras, sendo necessário ter um plano tributário que otimize os gastos. Até mesmo para pequenas e médias indústrias, distribuidores e atacadistas ou prestadores de serviços.

A melhor forma de fazer isso é por meio do ERP — uma ferramenta que facilita o acesso às informações mais vitais da empresa, de forma fácil, rápida e segura. Os diversos benefícios que a sua empresa pode obter são:

  • armazenamento de dados na nuvem fácil e seguro;

  • previsão de gastos e redução de custos;

  • planejamento de estratégias para crescimento da empresa;

  • centralização de dados e maior segurança;

  • gestão integrada da contabilidade e automatização de processos.


Conheça a ferramenta da Deltaze


Por fim, agora que você já sabe como funciona o Simples Nacional, é hora de escolher a melhor forma de administrar a sua empresa.

A Deltaze é um ERP em nuvem que oferece soluções acessíveis para pequenas e médias empresas. Além disso, já são diversos os depoimentos de clientes satisfeitos com o software.

Se você deseja conhecer uma ferramenta completa de gestão empresarial, faça um teste gratuito de 15 dias e aproveite as nossas soluções!


O6YWBJ0.jpg

Queremos conhecer as dores da sua empresa, após diagnóstico, receitar o Deltaze ERP. 

Descubra como podemos revolucionar a gestão do seu negócio. Nossos consultores farão uma analise para verificar a aderência do Deltaze ERP na sua empresa e depois poderá testar gratuitamente por 15 dias.

Entramos em contato com você!