Nota fiscal de devolução automatizada!


Atender todas as imposições do fisco em sua empresa não é tarefa fácil, principalmente devido aos detalhes excessivos existentes na legislação. Mas você sabia que contar com a nota fiscal de devolução automatizada contribui para simplificar suas rotinas?

No artigo de hoje vamos explicar a você a importância de emitir suas notas corretamente, conceitos mais recorrentes no seu cotidiano relacionados ao assunto e como uma nota fiscal de devolução automatizada vai ajudar na otimização de suas rotinas.

Sendo assim, permaneça com a gente até o final e tenha uma ótima leitura!


Principais conceitos da emissão de notas fiscais


Nesse contexto, ao emitir seus documentos fiscais, é necessário se atentar a vários detalhes, os quais não se limitam apenas aqueles constantes nos campos de destinatários e descrição de produtos.

Então, dois importantes conceitos que você precisa entender consiste em saber como preencher corretamente os campos destinados ao CST e CFOP, e, para isso, um passo importante está ligado ao domínio de seus conceitos.


CST


CST é a sigla para Código de Situação Tributária, sendo utilizado se especificar a incidência do ICMS sobre um determinado item ou serviço.

Nesse sentido, o Anexo I, do Convênio S/N 70 — do Confaz, onde está localizado todos os respectivos números com suas descrições, ou seja, demonstrando em qual situação ele deverá ser usado.

De maneira geral, ele indica: a forma como um determinado item será tributado pelo ICMS, se ele será isento, substituído, etc.


CFOP


Também é interessante se falar sobre o CFOP, ou Código Fiscal de Operações e de Prestações, o qual tem sua relação presente no Anexo II do respectivo convênio.

Nesse contexto, ele vem para informar que tipo de operação está sendo realizada com determinados produtos, sendo composto de uma sequência numérica de 4 dígitos.

Nela, o primeiro diz respeito à movimentação, por exemplo, o número 1 representa entrada ou aquisição de serviços dentro do estado, já o 2, fora do estado.

Os três últimos dígitos representam quem tipo de operação está sendo realizada, por exemplo:

  • 1.124 — Industrialização efetuada por outra empresa (dentro do estado);

  • 1.102 — Compra para comercialização (dentro do estado);

  • 1.202 — Devolução de venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros (dentro do estado);

  • 2.202 — Devolução de venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros (fora do estado).

Nesse caso, como podemos observar, as devoluções também possuem códigos específicos e eles vão ser importantes, inclusive, na emissão de nota fiscal de devolução automatizada.


Entendendo o que é o DANFE e o XML


Outro ponto importante que deve ser considerado na emissão de suas notas é diferenciar o conceito de DANFE e XML.

A nota fiscal eletrônica trata-se de um documento existente exclusivamente no meio digital. Ou seja, um arquivo em formato “XML”, que guarda-se pelo período informado pela legislação, que seria de 5 anos.

Já o DANFE é a sigla para Documento Auxiliar de Nota Fiscal eletrônica, não se tratando, portanto, da nota fiscal em si, mas traz consigo as informações nela presentes e deve ser usado principalmente para acompanhar as mercadorias ao estarem em trânsito, com o objetivo de facilitar o trabalho dos agentes fiscalizadores.

Tais conceitos aplicam-se de forma ampla, valendo, inclusive, para suas notas fiscais de devolução.


Por que é importante cuidar da escrituração das suas notas fiscais?


Nesse sentido, já deu para perceber que a simples emissão de um documento fiscal demanda o conhecimento de muitos detalhes, não é mesmo?

Um ponto essencial que você precisa se atentar é que todos os aspectos envolvidos em sua emissão devem ser devidamente considerados, pois informações equivocadas poderão repercutir no cálculo errado de seus tributos, bem como render à sua empresa o pagamento de multas, juros e outras sanções.

Sendo assim, não fazer uma devolução ou mesmo registrá-la no documento fiscal poderá render sérios problemas à sua gestão.


Como uma nota fiscal de devolução automatizada vai ajudar sua empresa?


Sendo assim, contar com a tecnologia em seu favor é uma estratégia inteligente e ter o suporte de um programa que permita a emissão de nota fiscal de devolução automatizada contribui para reduzir erros e agilizar processos.

Com a ajuda dela, você consegue reduzir a interação humana em seus processos e minimizar a probabilidade de erros em seu empreendimento.

Além disso, permite rotinas mais rápidas, já que a maioria das informações poderão ser recuperadas de banco de dados do próprio sistema.


Deltaze: soluções integradas para um dia a dia mais simples e eficiente


Como pudemos perceber, a escrituração de uma nota fiscal demanda domínio de alguns conceitos. Eles vão fazer toda a diferença na manutenção da conformidade tributária da empresa.

Nesse sentido, a emissão de notas de devoluções também demanda a devida atenção. A saber as requeridas as particularidades em seu preenchimento e todos os problemas que erros podem trazer ao seu empreendimento.

Sendo assim, o Deltaze ERP pode mudar a sua forma de emitir notas fiscais, além de minimizar os erros, otimizando o tempo de trabalho, possibilitando a criação de modelos de notas para facilitar o seu dia-a-dia.


Emissão de notas fiscais de devolução automatizada é apenas uma de nossas soluções. Por isso, converse com um de nossos especialistas e conheça vários outros benefícios da parceria.


O6YWBJ0.jpg

Queremos conhecer as dores da sua empresa, após diagnóstico, receitar o Deltaze ERP. 

Descubra como podemos revolucionar a gestão do seu negócio. Nossos consultores farão uma analise para verificar a aderência do Deltaze ERP na sua empresa e depois poderá testar gratuitamente por 15 dias.

Entramos em contato com você!